Última hora

Espanha uma vez mais em campanha eleitoral

Espanha uma vez mais em campanha eleitoral
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Já foi dado o pontapé de saída para mais uma campanha eleitoral em Espanha. O escrutínio para escolher um novo governo está marcado para 10 de novembro, pouco mais de seis meses depois da última tentativa. Pela primeira vez, "nuestros hermanos" vão duas vezes às urnas no mesmo ano para tentar encontrar uma solução governativa depois das eleições gerais de abril terem gerado um impasse, onde nenhum partido conseguiu maioria nem mostrou disponibilidade para uma coligação que formasse uma força maioritária.

O crescimento de forças partidárias como o Unidas Podemos, o Ciudadanos e o Vox veio fragmentar o eleitorado e são eles que detêm a chave do sucesso para a formação do novo executivo. Ainda assim, tudo indica que os dois partidos mais votados serão os do costume: PSOE e PP.

De acordo com os ecos que chegam de Espanha, a vitória não deverá escapar aos socialistas mas isso foi o que aconteceu em abril e Pedro Sánchez nunca se mostrou capaz de formar um governo que agradasse ao Congresso de Deputados.

A última sondagem revela que o PSOE deverá subir ligeiramente nas intenções de voto, mas o PP também, e uma simples coligação à esquerda pode ser suficiente para formar maioria.

As eleições têm lugar no meio da tensão provocada pelas manifestações pró e anti-independência na Catalunha e quando os últimos dados macroeconómicos vieram ressuscitar o fantasma da crise.

As quatro eleições em quatro anos custam aos cofres do reino mais de 700 milhões de euros.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.