EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Evo Morales cede a pressão e convoca eleições

Evo Morales cede a pressão e convoca eleições
Direitos de autor 
De  Bruno Sousa
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Recomendação da Organização de Estados Americanos levou o chefe de Estado boliviano a voltar atrás

PUBLICIDADE

Depois de três semanas de manifestações, o povo foi quem mais ordenou na Bolívia. Evo Morales anunciou a convocação de novas eleições, depois do escrutínio de 20 de outubro, onde garantiu um quarto mandato consecutivo, ter sido marcado pelas acusações de fraude por parte da oposição.

O chefe de Estado boliviano, que começou por recusar o cenário por querer respeitar a vontade popular, voltou atrás na posição inicial depois de um relatório da Organização de Estados Americanos recomendar a repetição do escrutínio devido às irregularidades verificadas. As manifestações das últimas semanas provocaram três mortos no país e levaram à rebelião de várias unidades policiais.

Evo Morales faltou então de uma tentativa de golpe de Estado em curso, o povo boliviano terá agora oportunidade de se pronunciar de forma democrática.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jeaninie Ánez assume presidência interina da Bolívia

Israelitas em protesto em Jerusalém para exigir eleições e libertação dos reféns

"Agricultores guerreiros" próximos da extrema-direita fizeram protesto "convivial"