Última hora

Erdoğan desvia atenção de Trump

Erdoğan desvia atenção de Trump
Direitos de autor
REUTERS/Tom Brenner
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma reunião "maravilhosa". O adjetivo foi usado pelo presidente dos Estados Unidos para classificar o encontro com Recep Tayyip Erdoğan. Donald Trump recebeu o homólogo turco na Casa Branca, em Washington.

A compra de sistemas de defesa antiaérea à Rússia foi tema de conversa. A decisão de Ancara levantou receios aos aliados da NATO. Erdoğan garante que a falar todos se podem entender, mas separa as as questões. Uma espécie de amigos, amigos; negócios à parte. "Discutimos as nossas muito enraizadas relações na indústria da Defesa. Apenas podemos ultrapassar estas barreiras através do diálogo," afirmou Erdoğan.

A ofensiva turca no norte da Síria também foi tema de conversa. Donald Trump garante que "a fronteira entre a Síria e a Turquia está a aguentar-se muito bem, o cessar-fogo também". Para o presidente dos EUA, os Curdos "parecem estar muito satisfeitos."

A visita oficial de Erdoğan concentrou as atenções do presidente norte-americano. Donald Trump recusou falar sobre o processo de destituição que entrou numa nova fase de audiências públicas, divulgadas pela televisão.

A abrir, testemunhos que deixam pouca margem à inocência proclamada por Trump. As audições de William Taylor, embaixador interino dos EUA em Kiev, e George Kent, funcionário de topo no Departamento de Estado, corroboraram a acusação de pressão de Trump sobre a Ucrânia.

Nancy Pelosi, a presidente da Câmara dos Representantes mostrou-se orgulhosa pela forma como o processo está a ser conduzido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.