Última hora

Manifestantes resistem a cerco policial em Hong Kong

Manifestantes resistem a cerco policial em Hong Kong
Tamanho do texto Aa Aa

Ao quarto dia de bloqueio sob cerco policial, ainda há manifestantes entrincheirados no campus da Universidade Politécnica de Hong Kong.

A polícia controla todos os caminhos e estradas para a universidade, o que não impediu alguns estudantes de tentarem a fuga.

Os barricados disseram que os mantimentos estão a acabar. Alguns manifestantes já se entregaram às autoridades, mas cerca de 100 ainda permanecem dentro do campus.

Na manhã de quarta-feira, vários manifestantes feridos foram retirados do campus por paramédicos.

Na terça-feira, o Senado norte-americano adotou um texto que apoia os "direitos humanos e a democracia" em Hong Kong e ameaça suspender o estatuto económico especial concedido por Washington à ex-colónia britânica e que contemplaria sanções contra autoridades chinesas.

Pequim reagiu com raiva a esta posição, alertando que tomaria medidas retaliatórias se o texto fosse definitivamente adotado.

De recordar que cerca de 1.100 pessoas foram presas nas últimas 24 horas por acusações como provocação de tumultos e posse de armas ofensivas, disse a polícia.

Desde o início dos protestos, em junho, mais de 5.000 pessoas foram detidas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.