Última hora

Condutor do "camião da morte" admite culpa

Condutor do "camião da morte" admite culpa
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

O condutor do camião frigorífico onde foram encontrados 39 migrantes vietnamitas sem vida em outubro, na Inglaterra, declarou-se culpado de assistência à imigração ilegal e de retirar um benefício financeiro da atividade.

Maurice Robinson, de 25 anos e originário da Irlanda do Norte, compareceu na audiência no tribunal criminal de Old Baley, em Londres, por videoconferência, a partir da prisão de alta segurança de Belmarsh, a sul da capital britânica.

Robinson não se pronunciou, no entanto, a respeito das acusações mais graves, de tráfico humano e do homicídio involuntário das 39 vítimas.

A próxima audiência será a 13 de dezembro.

A maioria das vítimas era originária de uma região pobre do centro do Vietname e as famílias tinham contraído enormes dívidas para as tentar enviar para o Reino Unido, através de redes clandestinas, na esperança de encontrar aí um emprego bem remunerado. Mas mesmo os que conseguem chegar ao destino terminam, na maior parte das vezes, a trabalhar num regime próximo da escravatura moderna.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.