Guterres critica falta de "vontade política" para combater alterações climáticas

Guterres critica falta de "vontade política" para combater alterações climáticas
Direitos de autor REUTERS
Direitos de autor REUTERS
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em véspera da COP25, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas alerta para o "ponto de não retorno" do aquecimento global.

PUBLICIDADE

As Nações Unidas estão reunidas em Madrid para debater as alterações climáticas, mas, para o secretário-geral da ONU, no que diz respeito ao clima, as 196 nações mais a União Europeia estão a fazer muito pouco pelo futuro.

António Guterres criticou os líderes mundiais por falta de "vontade política para atribuir um preço ao carbono, para parar os subsídios aos combustíveis fósseis e a construção de centrais a carvão, a partir de 2020; falta vontade para passar da tributação dos rendimentos à tributação do carbono, para tributar a poluição em vez das pessoas".

Guterres deixou ainda o alerta: o aquecimento global está perto de atingir o "ponto de não retorno".

"Sejamos claros, até agora os nossos esforços para atingir estes objetivos foram profundamente inadequados. Os compromissos feitos em Paris vão continuar a levar a um aumento de temperatura acima dos três graus Celsius, mas muitos países nem sequer esses compromissos vão cumprir", afirmou o secretário-geral da ONU.

A 25.ª edição da conferência sobre as alterações climáticas das Nações Unidas começa esta segunda-feira e vai decorrer até 13 de dezembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greta Thunberg personalidade do ano da "Time"

ONU preocupada com distribuição de água em Gaza

ONU abre investigação a explosão que feriu quatro funcionários no Líbano