Greve geral em França

Greve geral em França
Direitos de autor  REUTERS/Jean-Paul Pelissier
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Convocada pelas grandes associações sindicais, a intersindical e interprofissional, a greve afeta, em especial, o setor dos transportes. De acordo com a Sociedade Nacional de Caminhos de ferro Francesa, apenas um em cada 10 comboios de alta velocidade está a circular.

PUBLICIDADE

França está paralisada devido a uma greve geral "ilimitada".

Milhares de trabalhadores protestam, em várias cidades do país, contra a polémica proposta do presidente Emmanuel Macron, que pretende transformar o sistema de pensões, eliminando 42 subsistemas.

Convocada pelas grandes associações sindicais, a intersindical e interprofissional, a greve afeta, em especial, o setor dos transportes. De acordo com a Sociedade Nacional de Caminhos de ferro Francesa, apenas um em cada 10 comboios de alta velocidade está a circular.

Motoristas de pesados, de táxis e de ambulâncias juntaram-se, também, à paralisação.

Estabelecimentos de ensino, museus e muitos serviços públicos estão encerrados, um pouco por toda a França.

A meio da manhã, sete das oito refinarias francesas estavam paradas devido à forte adesão à greve por parte dos trabalhadores.

O braço de ferro entre Governo e sindicados promete continuar, com o Executivo a afirmar que vai manter o rumo e com os sindicatos a prometerem continuar a greve se Emmanuel Macron não abandonar esta reforma do sistema de pensões.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Greve dos transportes ultrapassa recorde com mais de 30 anos

Nova jornada de protesto em França promete paralisar vários setores

"The place to be": Art Paris 2024 coloca as galerias de arte francesas no centro das atenções