Última hora

Prémio do Livro Europeu para Coe e Gaudé

Prémio do Livro Europeu para Coe e Gaudé
Tamanho do texto Aa Aa

"A única boa notícia sobre o Brexit deverá ser o sucesso do livro "O coração de Inglaterra"", disse o presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, sobre o romance que ganhou o 13º Prémio Europeu do Livro, durante a cerimónia de entrega do galardão, quarta-feira, em Bruxelas.

O escritor britânico Jonathan Coe escreveu sobre as divisões na sociedade britânica após o referendo de 2016: "Uma das coisas que o Brexit mostrou é que as estruturas políticas existentes, o sistema político no reino Unido já não responde às necessidades dos cidadãos. Para ser mais simples, o Brexit demonstrou a incompatibilidade entre a democracia direta e a democracia representativa", disse o autor à euronews.

O escritor francês Laurent Gaudé não pôde estar presente para receber o prémio na categoria de ensaio, com o livro "Nós, a Europa: Banquete dos povos". É um poema para reavivar a paixão pelos últimos 150 anos da História europeia.

"O autor quis contar a História da Europa para evidenciar a importância da Europa, debater sobre as expectativas e as esperanças, fazer com que as pessoas recordem e se interesse por essa História. O próprio fez um enorme trabalho de pesquisa para poder realçar determinados ângulos", disse Françoise Nyssen, editora e ex-ministra da Cultura francesa, que recebeu o galardão em nome do autor.

O prémio monetário é de 10 mil euros para cada uma das categorias.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.