Última hora

Mulheres indianas reclamam justiça

Mulheres indianas reclamam justiça
Tamanho do texto Aa Aa

Protestos na Índia após a morte de uma mulher que foi ateada com fogo quando se dirigia para o tribunal para testemunhar num caso que envolvia a sua própria alegada violação.

A vítima acabaria por morrer de paragem cardíaca

As autoridades prometem castigo para os violadores num país que regista praticamente uma centena de casos diários de violação.

"Queremos respeito para as mulheres. O número de violações é causa de preocupação. Queremos que o governo pare de proteger os violadores e acelere o julgamento dos casos de violação", afirma Rajiv Tyagi, do Partido do Congresso, na oposição.

"A Índia é conhecida como a capital mundial das violações. Os países estrangeiros questionam-se sobre porque razão a Índia não toma conta das suas filhas e irmãs", adiantou o líder do Partido do Congresso, Rahul Gandhi.

Igualmente no centro da capital, Nova Deli, dezenas de mulheres participaram no sábado numa coreografia do tema chileno, "Um Violador No Teu Caminho" cuja letra foi adaptada à realidade indiana.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.