Última hora

COP25: Indígenas choram derramamento de petróleo no Brasil

COP25: Indígenas choram derramamento de petróleo no Brasil
Tamanho do texto Aa Aa

Longe de casa, mas perto de quem decide, um grupo de indígenas esteve em protesto contra as petrolíferas na cimeira sobre o clima, em Madrid.

Vêm do Brasil, onde os derramamentos de petróleo pintaram, por vários meses, a costa de crude.

Para a ativista ambiental Nicole Oliveira, da organização não-governamental 350.org, o tema deve ser trazido à COP25, por altura da participação da Repsol, não porque queiram culpar a companhia petrolífera pela fuga, mas porque "a Repsol tem blocos petrolíferos no oceano, no mar alto no Brasil, nas camadas pré-sal" e " o impacto teria sido o mesmo, se tivessem sido estes blocos a ter uma fuga".

No Brasil, as investigações continuam para apurar a fonte do derramamento de petróleo, depois de uma misteriosa mancha negra ter varrido as praias, entre agosto e o final de outubro.

De acordo com a polícia federal brasileira, o fenómeno matou muitos animais e afetou a saúde de alguns voluntários sem equipamento apropriado para a limpeza.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.