Escócia diz não a Boris Johnson e quer novo referendo

Escócia diz não a Boris Johnson e quer novo referendo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A alegria da primeira-ministra escocesa e dos outros militantes do Partido Nacional Escocês, pela conquista de 48 dos 59 assentos parlamentares na Escócia. Um resultado que, dizem, dá-lhes um claro mandato para um novo referendo sobre a independência da Escócia.

PUBLICIDADE

A alegria da primeira-ministra escocesa e dos outros militantes do Partido Nacional Escocês, pela conquista de 48 dos 59 assentos parlamentares na Escócia. Um resultado que, dizem, dá-lhes um claro mandato para um novo referendo sobre a independência da Escócia.

"Avançámos com uma proposta muito clara e os escoceses deixaram bem claro que não queriam Boris Johnson como primeiro-ministro, que não queriam o Brexit. E querem que o futuro da Escócia esteja nas mãos da Escócia", disse a líder do Partido Nacional Escocês, Nicola Sturgeon.

Mas em Westminster, a maioria conservadora de Boris Johnson fará tudo para impedir uma segunda votação sobre a independência escocesa.

"Este é ainda um assunto interno do Reino Unido. Portanto, terá de ser resolvido e negociado dentro do Reino Unido. Não penso que a União Europeia possa fazer ou tenha a legitimidade para fazer alguma coisa muito diretamente dessa maneira", afirmou o analista político Radosh Mushovic.

Apenas 6 deputados tories e um trabalhista conseguiram assentos parlamentares na Escócia. Os liberais democratas obtiveram quatro, mas a líder nacional do partido não foi reeleita como deputada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder do executivo escocês lança acusação aos conservadores

Mais de mil tochas acesas na celebração Viking no Reino Unido

Vagas de calor ameaçam salmões escoceses