EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Mais protestos em França e "guerra" nos transportes

Mais protestos em França e "guerra" nos transportes
Direitos de autor Copyright 2019 The Associated Press. All rights reservedFrancois Mori
Direitos de autor Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Continua a greve nos transportes em França, utentes falam em cenários de "guerra" e sindicatos convocam mais protestos nas ruas.

PUBLICIDADE

É um cenário cada vez mais banal, por estes dias, na rede francesa de transportes: o do "salve-se quem puder". Assim vai o 13° dia de greve - que atinge comboios, metros, autocarros -, com o caos como palavra de ordem.

Em Paris, há quem explique ter saído "de casa às 5 da manhã" para fazer um simples trajeto quotidiano. Há também quem relate episódios praticamente de "guerra", quem saliente que basta perder um comboio para ter "de esperar seis horas pelo seguinte" e quem revele não poder programar o que quer que seja, mas que assim é a única forma que os grevistas "têm de se fazer ouvir".

O tráfego rodoviário, esse, dá cada vez mais nós: esta manhã, às 7h30, na capital francesa, havia já 300 quilómetros de filas.

Com o Natal à porta, o governo enfrenta não só este panorama, como se juntam mais protestos. Em uníssono, os sindicatos pretendem derrubar uma fasquia: querem mais gente nas ruas, esta terça-feira, a protestar contra a reforma do sistema de pensões, do que no passado dia 5, quando se mobilizaram cerca de 800 mil pessoas, segundo o Ministério do Interior.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Descontentamento nas ruas de Lyon

Franceses voltam à rua contra a reforma das pensões

Francês detido no Irão por participar em protestos após a morte de Mahsa Amini foi libertado