EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rússia contesta suspensão de quatro anos por 'doping'

Rússia contesta suspensão de quatro anos por 'doping'
Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Agência Antidopagem da Rússia vai, agora, contestar a suspensão da Agência Mundial Antidopagem no Tribunal Arbitral do Desporto.

PUBLICIDADE

A Rússia confirmou que vai contestar formalmente contra a suspensão do país em competições desportivas internacionais durante quatro anos, onde se incluem os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020 e o Campeonato Mundial de Futebol no Qatar, em 2022.

A Agência Antidopagem da Rússia, conhecida como RUSADA e com sede em Moscovo, enviou documentos à Agência Mundial Antidopagem, onde expressou o desacordo com as sanções.

"Este pacote de documentos continha, em primeiro lugar, uma notificação sobre o desacordo com as sanções da Agência Mundial Antidopagem. A notificação foi aprovada na reunião dos fundadores (RUSADA). Além disso, como eu não podia de forma alguma alterar o aviso, considerei ser necessário escrever uma carta que continha, também, a minha posição", informou o diretor executivo da RUSADA, Yuri Ganus.

O organismo de combate ao doping na Rússia vai, agora, contestar a suspensão da Agência Mundial Antidopagem no Tribunal Arbitral do Desporto.

As sanções foram impostas pela Agência Mundial Antidopagem, no dia nove de dezembro. Em causa está a descoberta de um sistema de dopagem, alegadamente com o conhecimento e apoio do Governo de Vladimir Putin. O Caso foi tornado público há seis anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia

Putin reconduz Mishustin no cargo de primeiro-ministro da Rússia