Última hora
This content is not available in your region

Indígenas acusam Bolsonaro de "genocídio, etnocídio e ecocídio"

euronews_icons_loading
Indígenas acusam Bolsonaro de "genocídio, etnocídio e ecocídio"
Direitos de autor
CARL DE SOUZA / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

"Genocídio, etnocídio e ecocídio" foram as palavras escolhidas pelos indígenas brasileiros para descrever o projeto político do Governo de Jair Bolsonaro.

Mais de 600 líderes indígenas, convocados pelo chefe Raoni Metuktire, e representantes de outras comunidades da Amazónia reuniram-se, esta semana, no estado de Mato Grosso, para formar uma união sagrada contra a política ambiental do presidente brasileiro.

Bolsonaro anunciou um projeto para autorizar a exploração mineira e energética em áreas de proteção ambiental e terras indígenas.

Com 89 anos, o chefe Raoni pretende entregar pessoalmente o manifesto no Congresso, em Brasília.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.