Última hora
This content is not available in your region

Votação da imunidade parlamentar de Salvini resulta em empate

euronews_icons_loading
Votação da imunidade parlamentar de Salvini resulta em empate
Direitos de autor  LaPresse   -   Roberto Monaldo/LaPresse LaPresse / Roberto Monaldo
Tamanho do texto Aa Aa

Um painel do Senado italiano votou o levantamento da imunidade parlamentar do antigo ministro do Interior Matteo Salvini, para ele poder ser julgado pelo alegado rapto de 100 migrantes a bordo de um barco da Guarda Costeira, em julho do ano passado.

O resultado da votação sobre o levantamento da imunidade parlamentar foi um empate. O partido de extrema-direita, A Liga, de Salvini votou para que o antigo ministro vá a julgamento, mas os aliados do partido votaram contra, pelo que o "não" prevaleceu.

Recorde-se que no ano passado, Salvini deu uma ordem para impedir o desembarque dos migrantes que haviam sido resgatados pelo navio Gregoretti, no Mediterrâneo. A maior parte das pessoas ficou presa na embarcação durante cinco dias, até ser feito um acordo de acolhimento com outros países da União Europeia, incluindo Portugal.

"A maioria Governamental decidiu não participar na reunião na Comissão, transformando o voto numa decisão política. Embora não seja o voto crucial, porque vai haver outro no Senado em fevereiro, vai ter consequências importantes. Sobretudo, porque A Liga tem a estratégia de votar a favor do julgamento do antigo ministro do Interior, Matteo Salvini", explicou a correspondente da Euronews em Roma, Giorgia Orlandi.