Última hora
This content is not available in your region

Restauro de obra-prima causa polémica

euronews_icons_loading
Restauro de obra-prima causa polémica
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Está lançado o debate sobre o restauro de uma das obras-primas do século XV.

Depois do trabalho de recuperação do Retábulo de Ghent, uma pintura dos irmãos Van Eyck, o cordeiro, que é a figura central da obra, ficou com um rosto mais humano.

Alguns críticos de arte dizem que estão em choque. Os especialistas garantem que não houve engano e que a pintura está agora mais próxima do original.

Marie Postec fez parte da equipa de restauradores que trabalhou no quadro durante oito anos.

“A principal dificuldade foi remover as pinturas antigas em excesso. Não corremos nenhum risco enquanto restauramos, particularmente pinturas como esta. Porque demoramos tempo para localizar as sobre pinturas e para perceber até que ponto é possível removê-las sem causar nenhum dano ao original. "

Durante o trabalho de restauro, os especialistas descobriram que o painel central da obra conhecida como a “Adoração do Cordeiro Místico”, tinha sido pintado, em sobreposição, no século XVI. Depois da sobre pintura ser retirada, descobriram o "olhar intenso" e "quase humano" do cordeiro.