Última hora
This content is not available in your region

Aumenta o número de vítimas mortais do sismo na Turquia

euronews_icons_loading
Aumenta o número de vítimas mortais do sismo na Turquia
Direitos de autor  أ ب
Tamanho do texto Aa Aa

São já 35 os mortos, vítimas do terramoto que abalou a região de Elazig, na Turquia.

Este domingo, as equipas de socorro conseguiram ainda retirar sobreviventes dos escombros. Pelo menos 45 pessoas terão sido salvas desde sexta-feira à noite.

O sismo de magnitude 6,8 na escala de Richter deixou ainda 1600 pessoas feridas e milhares de desalojados, em condições muito difíceis, com temperaturas que rondam os 5 graus negativos durante a noite.

O governo prometeu realojar rapidamente as famílias que ficaram sem casa e ajudar financeiramente as vítimas. Face às críticas surgidas nas redes sociais, sobre a falta de preparação do país para fazer face aos terramotos, o procurador abriu um inquérito sobre aquilo a que o estado chama "campanha de difamação".

A terra não deixa de tremer, com centenas de réplicas e um outro sismo de magnitude 4,3 na região já este domingo.

Esta não é a primeira vez que Elazig enfrenta um terramoto fatal. Um sismo de magnitude 6 matou 51 pessoas na região em 2010.

A Turquia está situada numa das zonas sísmicas mais ativas do mundo. O pior tremor de terra de que há memória no país ocorreu em 1999 e matou 18 mil pessoas.