Última hora
This content is not available in your region

Thierry Neuville "voa" para a liderança do WRC

Thierry Neuville e o copiloto Nicolas Gilsoul  festejam triunfo com a equipa da Hyundai
Thierry Neuville e o copiloto Nicolas Gilsoul festejam triunfo com a equipa da Hyundai   -  
Direitos de autor
Valery HACHE / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Thierry Neuville entrou da melhor maneira no mundial de ralis deste ano. O belga, da Hyundai, venceu o Rali de Monte Carlo, a prova de abertura da temporada no WRC.

Neuville partiu para este último dia de competição em terceiro, atrás do francês Sebastien Ogier, que era segundo, e do britânico Elfyn Evans, o líder da geral no final das etapas de sábado.

Com a preciosa ajuda do navegador Nicolas Gilsoul, o piloto da Hyundai, não só recuperou os mais de seis segundos de atraso para o primeiro, como viria a dominar por completo as quatro derradeiras etapas neste último dia do Rali de Monte Carlo e terminou com larga vantagem sobre a concorrência.

Foi o 13.° triunfo de Neuville em provas do mundial de ralis e a primeira em Monte Carlo.

"Sentimos uma grande confiança nos dois últimos dias a acabou por ser um fim-de-semana incrível para nós. Já há algum tempo que procurávamos esta vitória. É incrível começar a época assim", afirmou no final o primeiro líder da temporada de WRC.

Na segunda posição, a mais de 12 segundos, ficou Ogier, que corria em casa e já há seis anos colecionava aqui triunfos.

O hexacampeão do mundo ainda pisou o acelerador no último troço, discutiu às milésimas de segundo o triunfo na derradeira etapa com Neuville, mas o melhor que conseguiu foi garantir o segundo lugar.

Elfyn Evans acabou por ficar-se pelo último lugar do pódio, numa prova marcada pelo aparatoso acidente de sexta-feira do atual campeão do mundo, o estónio Ott Tanak (vídeo em baixo).

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.