Última hora
This content is not available in your region

"1917" recebe sete estatuetas nos BAFTA

euronews_icons_loading
"1917" recebe sete estatuetas nos BAFTA
Direitos de autor  Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -   Joel C Ryan
Tamanho do texto Aa Aa

"1917" foi o grande vencedor da septuagésima terceira edição dos prémios da Academia Britânica de Cinema. A película arrebatou sete estatuetas, incluindo melhor filme e melhor cinematografia, e consagrou Sam Mendes como o melhor realizador no Royal Albert Hall, em Londres.

O filme já tinha ganho os prémios de melhor filme e melhor realizador nos Globos de Ouro e será seguramente uma película a acompanhar com atenção nos Óscares.

Outra película que promete dar que falar nos Óscares é "Parasita", filme sul-coreano considerado e melhor filme estrangeiro e o melhor guião original.

Joaquin Phoenix recebeu o galardão para o melhor ator pela sua prestação em "Joker", na hora do discurso sublinhou os desafios que enfrenta a sociedade atual:

"Temos pela frente a difícil tarefa de perceber verdadeiramente o racismo sistémico. Penso que são as pessoas que criaram, perpetuaram e beneficiaram de um sistema de opressão que têm a obrigação de o desmantelar, ou seja, somos nós."

Nomeado já por duas vezes para o Óscar de melhor ator principal, Joaquin Phoenix espera que à terceira surja finalmente o seu joker. O galardão para a melhor atriz foi arrebatado por Renée Zellweger, que em 2004 tinha ganho o prémio para a melhor atriz secundária e levou agora para casa a estatueta mais cobiçada.

O grande derrotado foi The Irishman, de Martin Scorsese, nomeado em dez categorias mas que regressou a casa de mãos a abanar.