Última hora
This content is not available in your region

CEO da Credit Suisse abandona cargo

euronews_icons_loading
CEO da Credit Suisse abandona cargo
Direitos de autor
MICHAEL BUHOLZER / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente executivo do Credit Suisse anunciou que vai abandonar o cargo. A saída de Tidjane Thiam acontece depois do famoso escândalo de espionagem que envolvia o antigo responsável pela gestão de fortunas do banco, Iqbal Khan. Khan terá tido uma discussão com Thiam meses antes de ser despedido.

Segundo um comunicado do banco com sede em Zurique, revelado pela Bloomberg, Tidjane Thiam vai ser substituído por Thomas Gottstein, que lidera atualmente a unidade suíça do banco.

Em entrevista, Gottstein admitiu que o cargo de diretor-executivo é "uma grande tarefa".

"Esta é uma grande tarefa, tenho muito respeito por ela, mas também estou muito satisfeito, porque tenho uma equipa muito boa, tenho muitos colegas de equipa de gestão do Credit Suisse, trabalhámos juntos há muito tempo.", disse Thomas Gottstein.

Apesar de ter o apoio dos accionistas,Tidjane Thiam vai sair oficialmente do cargo na próxima semana, no dia em que tem uma última taref:. Apresentar os resultados referentes ao quarto trimestre de 2019.

"O Conselho de Administração do Credit Suisse Group aceitou por unanimidade a renúncia de Tidjane Thiam e nomeou Thomas Gottstein como o novo CEO do Credit Suisse Group AG."
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.