Última hora
This content is not available in your region

Trump faz "rolar cabeças" na sua administração

euronews_icons_loading
Trump faz "rolar cabeças" na sua administração
Direitos de autor
Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved. - Manuel Balce Ceneta
Tamanho do texto Aa Aa

Dois dias depois de ser absolvido pelo Senado, o presidente dos EUA começa a fazer "rolar cabeças" na Casa Branca. Donald Trump demitiu dois elementos da sua administração que foram testemunhas importantes no julgamento para uma possível destituição, que acabou por não se concretizar.

Gordon Sondland, embaixador dos Estados Unidos na União Europeia, um dos financiadores do partido Republicano, anunciou, em comunicado, que foi chamado para regressar aos EUA, imediatamente.

Horas antes o tenente-coronel Alexander Vindman tinha sido convidado a abandonar o cargo que ocupava no Conselho de Segurança Nacional.

Ao jornalistas, e depois de Vindman abandonar a Casa Branca, Donald Trump afirmou não estar satisfeito com as ações do referido tenente-coronel, acrescentando que ele é responsável pelas decisões que tomou.

Vindman afirmou, durante o processo de destituição, que não achava "adequado" que Trump "exigisse que um governo estrangeiro investigasse" o ex-vice-presidente Joe Biden. e as relações do seu filho com a empresa Burisma, da Ucrânia.

Os Democratas já reagiram aos afastamentos denunciando aquilo a que chamam de "represálias" por parte do presidente dos EUA.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.