Última hora
This content is not available in your region

Primeiro-ministro canadiano anuncia o encerramento das fronteiras

euronews_icons_loading
Primeiro-ministro canadiano anuncia o encerramento das fronteiras
Direitos de autor  Paul Sancya/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, está em isolamento depois da esposa ter sido diagnosticada com coronavírus, mas trabalha a partir de casa e anunciou o encerramento das fronteiras a todos os estrangeiros, à excepção dos cidadãos norte-americanos.

Negaremos a entrada a pessoas que não sejam cidadãos canadianos ou residentes permanentes. Esta medida vai abrir algumas exceções: como tripulações de companhias aéreas, diplomatas, ou familiares diretos de cidadãos canadianos. Cidadãos norte-americanos também fazem parte da excepção neste momento.
Justin Trudeau
Primeiro-ministro do Canadá

Entretanto, Donald Trump reconheceu que o vírus pode levar os Estados Unidos à recessão.

Não estamos a pensar em termos de recessão. Estamos a pensar em termos do vírus. Creio que há uma enorme procura reprimida, tanto em termos do mercado de ações quanto termos económicos. Assim que toda esta situação terminar creio que vamos assistir a um tremendo aumento.
Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos

O receio em torno do coronavírus abalou os mercados. O índice Dow Jones caiu quase 3 mil pontos num dia - ou quase 13%. Foi a maior queda desde a “Segunda-Feira Negra”, em 1987.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.