Última hora
This content is not available in your region

Crise sanitária continua a evoluir nos Estados Unidos

euronews_icons_loading
Crise sanitária continua a evoluir nos Estados Unidos
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Pessoas em casa e a vida económica na sala de espera. O Senado dos Estados Unidos aprovou um pacote de ajuda financeira sem precedentes: 2 biliões de dólares para combater a crise relacionada com o coronavírus. O objetivo é ajudar empresas e famílias e potenciar os serviços de saúde.

"Nenhuma política económica seria suficiente para acabar completamente com as dificuldades, como a saúde pública exige.Congelámos o comércio da nossa nação. Isso nem é um pacote de estímulo. É um plano de emergência".
Mitch McConnell
Líder da maioria no Senado

"Quero dizer ao povo norte-americano: que a ajuda está a caminho. Grande ajuda e ajuda rápida."

Quero dizer ao povo norte-americano: que a ajuda está a caminho. Grande ajuda e ajuda rápida.
Chuck Schumer
Líder da minoria Democrata no Senado.

Donald Trump diz que quer acabar com as medidas de emergência até a Páscoa para retomar a economia.

O país quer voltar ao trabalho. O nosso país foi construído para trabalhar. Não temos um país que se possa fechar durante uns dois anos... Não podemos fazer isso. Não é esse o nosso país. Vamos conversar e ver o país por secções.
Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos

No entanto, os consultores científicos acreditam que a crise vai demorar mais tempo. A crise sanitária está a evoluir em todo o país e o número de fatalidades continua a aumentar; de tal forma que as autoridades de Nova Iorque estão a construir morgues de emergência.