Última hora
This content is not available in your region

Eurogrupo prepara-se para nova maratona negocial

euronews_icons_loading
Eurogrupo prepara-se para nova maratona negocial
Direitos de autor  CARLOS COSTA / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma reunião de 14 horas entre os ministros das Finanças da UE que terminou sem acordo, a pressão está sobre os Países Baixos e Itália para a resolução das diferenças sobre os termos das linhas crédito de emergência, para combater o surto de coronavírus. O conflito acabou com as esperanças de um acordo e o Eurogrupo fará uma nova tentativa esta quinta-feira.

Eurobonds ou nada - é esta a posição do governo italiano que não está disposto a negociar com a Europa. A questão dos títulos europeus comuns aos quais alguns países do norte se opõem corre o risco de minar a confiança num único projeto europeu, não só entre entre os Italianos que são tradicionalmente a UE, mas também entre aqueles que se posicionam como euro-entusiastas.
Giorgia Orlandi
euronews

O ministro das finanças da Alemanha, diz buscar "um bom compromisso para todos os cidadãos" mas sente algum desconforto relativamente aos eurobonds:

Creio que está absolutamente claro que a recuperação da Europa será uma grande operação que temos de organizar juntos. E, como todos sabem, acho que é perfeitamente possível fazê-lo dentro da estrutura que já temos.
Olaf Scholz
Ministro das Finanças da Alemanha

Os ministros das finanças de Itália e os Países Baixos cultivam profundas diferenças sobre a criação de empréstimos com o fundo de resgate do euro no valor de mais de 500 mil milhões de euros.

Itália não pretende assumir promessas futuras de reformas económicas ao Mecanismo Europeu de Estabilidade e pretende um acesso aos empréstimos livre de condições, mas os Países Baixos não abdicaram das garantias.