Covid-19 ataca em força na América Latina

Covid-19 ataca em força na América Latina
Direitos de autor Euronews
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Brasil e Equador são os dois casos mais preocupantes, especialistas desconfiam dos números oficiais

PUBLICIDADE

O Brasil ultrapassou a barreira dos quatro mil mortos associados à covid-19, apresentando ainda mais de 59 mil casos confirmados da doença. Números que os especialistas temem estar longe da realidade devido ao baixo número de testes efetuado no país.

Em algumas cidades, o colapso do sistema de saúde previsto pelo ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já está a acontecer. É o caso de Manaus, de onde chegam relatos de doentes que não conseguem ter acesso aos cuidados médicos necessários.

No Equador a situação é igualmente preocupante e os números oficiais, 576 óbitos e cerca de 22 mil casos confirmados, estão longe de traduzir a realidade. As autoridades tiveram já de recorrer a valas comuns para enterrar todas as vítimas da pandemia, nos hospitais o número de corpos também se tem vindo a acumular bem para lá do admissível.

De acordo com um enfermeiro num hospital de Guayaquil, que preferiu manter o anonimato, devido à incapacidade das morgues na cidade mais afetada do país o pessoal hospitalar foi obrigado a envolver os corpos numa mortalha e acumulá-los nas casas de banho do edifício.

Já Cuba tem sido relativamente poupada pelo surto e vários países se têm socorrido do seu sistema médico de excelência. Este domingo partem para a África do Sul mais de duas centenas de pessoas para ajudar no combate à epidemia, já são mais de 1 200 profissionais de saúde cubanos em 23 países diferentes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Brasileiro celebra no regresso das competições nso EUA

"Bloco da latinha": este desfile de Carnaval ouve-se muito antes de se ver

Escolas de samba já desfilam no Brasil