Última hora
This content is not available in your region

Boris Johnson pede paciência aos britânicos

euronews_icons_loading
Boris Johnson pede paciência aos britânicos
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico voltou esta segunda-feira ao trabalho. Numa comunicação ao país, a primeira depois de ser internado por causa do coronavírus, elogiou o trabalho e os progressos do governo e mostrou confiança na vitória do país na segunda fase da batalha contra a epidemia.

Boris Johnson disse que o confimento é difícil e que quer estimular a economia do país o mais rapidamente possível. Mas recusa-se a "deitar fora todo o esforço e sacrifício do povo britânico", arriscar um segundo grande surto e uma enorme perda de vidas e da maioria do Serviço Nacional de Saúde. Boris Johnson pediu paciência aos britânicos. O primeiro-ministro acredita que, apesar de todo o sofrimento, os país está a chegar ao fim da primeira fase da luta contra o coronavírus.

O governo de Londres está a ser pressionado para aliviar as medidas de distanciamento social e para anunciar detalhes do fim do confimento por causa da preocupação com o impacto na economia

Este sábado, o Reino unido ultrapassou a barreira das 20 mil mortes provocadas pela covid 19