EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Na Igreja, fora ou em drive-in: Missas voltam à Europa

Na Igreja, fora ou em drive-in: Missas voltam à Europa
Direitos de autor Yorgos Karahalis/AP
Direitos de autor Yorgos Karahalis/AP
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A maior polémica vem da Grécia, onde a mesma colher é usada para dar a comunhão a todos os fiéis.

PUBLICIDADE

Se, de acordo com os crentes, as portas da casa do Senhor estão sempre abertas, em vários países europeus isso é agora uma realidade também na prática.

As igrejas ortodoxas na Grécia voltaram a admitir fiéis e a fazer missas, com um número limitado de pessoas no interior e distâncias asseguradas. Mas há um aspeto que gera polémica. A comunhão continua a ser dada como manda a tradição no país - Com uma colher, a mesma para todos.

Um homem diz que "comungou e nada de mal lhe vai acontecer, pois a santa comunhão protege-o e não o pode infetar".

Também na Roménia este domingo foi o primeiro dia de missa depois da paragem forçada de dois meses, por causa do coronavírus, mas aqui só foi permitida a celebração no exterior.

Igrejas na capital Bucareste ou cidades como Galati ou Constanta tiveram missas à porta da Igreja.

Em França, as celebrações religiosas dentro de portas só devem ser permitidas no final do mês e os grandes ajuntamentos continuam prometidas, mas o bispo de Châlons-en-Champagne, no nordeste do país, encontrou uma forma engenhosa de contornar a situação, com uma missadrive-in, num parque de estacionamento, a que os fiéis puderam assistir dentro do carro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal francês autoriza encontros religiosos

Europa atingida por inundações no Norte e ondas de calor no Sul

Mais uma morte na Nova Caledónia. França acusa Azerbaijão de fomentar a violência no arquipélago