Última hora
This content is not available in your region

UE reitera intenção de efetuar cimeira com União Africana

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel
O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel   -   Direitos de autor  ARIS OIKONOMOU/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia (UE) reiterou hoje o compromisso de efetuar a VI cimeira com a União Africana ainda este ano, apesar da pandemia de covid-19.

“A parceria com África é uma prioridade para o presidente Michel e nós estamos a trabalhar com vista à organização da cimeira UE-UA este ano”, respondeu hoje uma fonte do gabinete do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, à Lusa, quando questionado sobre um possível adiamento da cimeira devido à pandemia.

Ainda sem uma data definida, a VI cimeira UE-África tem sido apontada para outubro próximo, durante a presidência alemã do Conselho da União Europeia, no segundo semestre do ano, e sob a presidência sul-africana da União Africana, iniciada em fevereiro passado.

Uma das razões para a cimeira ter lugar em 2020, e não no primeiro semestre de 2021, durante a presidência portuguesa do Conselho da UE, é o facto de os primeiros meses de 2021 serem de alterações institucionais importantes, com a eleição de uma nova Comissão da União Africana, o que dificultaria os trabalhos.

No entanto, a pandemia da covid-19 já levou, por exemplo, ao pedido de adiamento para 2021 da cimeira de chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que estava prevista para setembro, mas que deverá realizar-se apenas em julho do próximo ano, em Luanda, e a realização da VI cimeira UE-UE em outubro em Bruxelas dependerá sempre da evolução da situação.

No início de março passado, a Comissão Europeia apresentou a sua proposta para a nova estratégia com África, baseada numa cooperação reforçada nos domínios da transição ecológica, transformação digital, crescimento sustentável e emprego, paz e governação, e migração e mobilidade.