EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Covid-19: Mural junta comunidade de luto no Reino Unido

Covid-19: Mural junta comunidade de luto no Reino Unido
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Pedro Sacadura com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Todas as quintas-feiras, várias pessoas do bairro de Stamford Hill juntam-se em homenagem às vítimas da pandemia de coronavírus. Juntas tentam ultrapassar os momentos difíceis, com a mensagem "We Grieve" como pano de fundo.

PUBLICIDADE

Unidas na dor comum, da perda de um familiar ou de alguém próximo em tempo de pandemia, várias pessoas encontraram alento num mural do bairro londrino de Stamford Hill, que tem estampada a mensagem "We Grieve."

Todas as quintas-feiras, afixam-se nomes de vítimas numa folha de papel. Os sinos tocam e faz-se um minuto de silêncio.

Para alguns, como Marcia Mullings, o sentido coletivo é como um bálsamo que ajuda a retemperar forças.

"Celebrámos a minha perda, a vida que o meu irmão teve, o amor que deixou para trás. Agora, podemos partilhar esses sentimentos. Não estamos neste lugar apenas para fazer o luto. Estamos na presença de um ato de amor e isso significa muito em tempos como o que estamos a viver", sublinha Marcia Mullings.

William Taylor, vigário na igreja de St. Thomas, refere que a procura de um sentido coletivo para a turbulência da atualidade se aliou ao luto individual: "Precisamos de encontrar formas de tornar o luto e a dor visíveis para os outros e isso é o que está a acontecer neste momento."

Em Stamford Hill, o distanciamento social aproximou os afetos e reforçou laços de solidariedade entre os elementos da comunidade local. Independentemente da tragédia pessoal aplaudem sempre os profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate à pandemia de Covid-19.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Covid longa afeta milhares de pessoas em Inglaterra

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo