Última hora
This content is not available in your region

Florença uma cidade silenciosa sem turistas

euronews_icons_loading
Florença uma cidade silenciosa sem turistas
Direitos de autor  euronews/Luca Palamara
Tamanho do texto Aa Aa

Florença era uma cidade outrora cheia de vida e de arte, mas a gora está vazia. A cidade italiana está estranhamente silenciosa. Em circunstâncias normais via milhares de turistas a passar de um monumento para outro.

As lojas de artesanato são essenciais para a economia da cidade e fazem parte da herança cultural. Quase três meses de confinamento afetaram fortemente o comércio assim como todos os setores da economia italiana.

Os artesãos já estavam em dificuldade, mesmo antes da pandemia: aproximadamente 180 mil empresas fecharam na última década e milhares estão agora à beira da falência. O artesanato à moda antiga está em vias de extinção.

Algumas atividades não reabrem porque não há turistas. Estas empresas têm de pagar milhares de euros de renda ou de hipoteca e têm funcionários... como não há turismo, preferem ficar fechadas e adiar a reabertura.
Gabriele Maselli
Artesão

As lojas de artesanato em Florença são históricas e passam de geração em geração. Eternizam a memória e o património cultural da cidade.

As pessoas vêm aqui para socializar: a comunicação faz-se também através da comida e do vinho. Infelizmente, nestes tempos , sente-se a falta da verdadeira missão deste negócio, a socialização.
Gianni Migliorini
enólogo

Ponte Vecchio é uma zona pequena e histórica, com lojas tradicionais que decidiram permanecer fechadas porque se sentem abandonadas pelo governo.

Ponte Velha, ou Ponte Vecchio, fica no coração de Florença, o berço do Renascimento Italiano no século XV. Aqui, as lojas de artesanato (como ourives e joalheiros) e empresas históricas ainda estão fechadas, refletem o encerramento parcial do património cultural não só desta cidade, mas de todo o país.
Luca Palamara
Euronews

Paira um sentimento de incerteza nas ruas vazias da cidade. O artesanato espera por melhores dias, para que a tradicional beleza de Florença possa reabrir.