Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Autoridades alemãs tentam controlar surto em matadouro

euronews_icons_loading
Covid-19: Autoridades alemãs tentam controlar surto em matadouro
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Com 657 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus num novo surto identificado no oeste da Alemanha, as autoridades sanitárias locais desdobram-se para conter a propagação da Covid-19.

Dos 983 testes de rastreio realizados aos funcionários do matadouro da empresa Tönnies Holding, em Rheda-Wiedenbrück, no estado da Renânia do Norte-Vestefália, só 326, entre os testes realizados, deram negativo.

Os trabalhos na empresa foram suspensos, os funcionários isolados e impuseram-se restrições na região de Gütersloh, com escolas e centros de dia para crianças encerrados até ao princípio das férias de verão, no final do mês.

"Com a quarentena em vigor esperamos poder encontrar a causa para poder voltar ao trabalho em segurança", sublinhou, em conferência de imprensa, Gereon Schulze Althoff, do Tönnies Group.

A chanceler alemã, Angela Merkel, elogiou a iniciativa de introduzir medidas de resposta local em nome do bem nacional: "Todas as atenções estão focadas na possibilidade de controlar a infeção a nível regional. É por isso que também saúdo muito o facto de que quando temos uma incidência tão elevada de infeções como em Gütersloh, por exemplo, se tomem imediatamente medidas, como o encerramento das escolas."

À procura de uma vacina para a Covid-19, a empresa de biotecnologia CureVac obteve autorização do Instituto Paul-Ehrlich para testar o medicamento em humanos.

De acordo com a autoridade federal responsável por regular vacinas e medicamentos, a aprovação resulta de uma avaliação cuidadosa do perfil potencial de risco-benefício do candidato a vacina.