Última hora
This content is not available in your region

Taxistas em protesto no Líbano

euronews_icons_loading
Taxistas em protesto no Líbano
Direitos de autor  Hussein Malla/AP2010
Tamanho do texto Aa Aa

No Líbano, centenas de taxistas formaram uma fila a perder de vista às portas do ministério do Interior, em Beirute, num protesto contra a grave crise económica que se vive no país e a degradação das condições de trabalho.

Os taxistas queixam-se que da desvalorização da libra libanesa face ao dólar e de um aumento dos preços.

"Estamos a manifestar-nos para que aumentem as tarifas do táxi, nos isentem do pagamento do imposto de circulação e para que se preocupem connosco. Não temos seguro. Nada. Se estacionarmos os nossos carros ninguém nos apoiará. Ninguém nos ajuda e o Estado não se preocupa connosco", sublinhou Ali Shakur, taxista.

O também taxista Ahmad al-Ali acrescentou: "As nossas exigências são claras: que a taxa de câmbio do dólar caia e que se elimine a revisão mecânica e o imposto de circulação."

Desde outubro, a libra libanesa desvalorizou cerca de 80% em relação ao dólar no mercado negro. A tendência continua a verificar-se diariamente.

Os preços de comida dispararam, o desemprego aumentou, e os salários e poupanças das famílias estão a desaparecer gradualmente.

Em outubro, a grave crise económica precipitou meses de manifestações diárias e o consequente fim do Governo de Saad Hariri.