Última hora
This content is not available in your region

Eurodeputados aprovam reforma de transporte rodoviário de mercadorias

euronews_icons_loading
Eurodeputados aprovam reforma de transporte rodoviário de mercadorias
Direitos de autor  Virginia Mayo/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu adotou uma grande reforma do setor do transporte rodoviário de mercadorias, quinta-feira, em sessão plenária, após três anos de intenso debate.

O chamado Pacote da Mobilidade visa estabelecer melhores condições de trabalho para cerca de três milhões de camionistas, combatendo práticas ilegais no setor e garantindo condições de concorrência leal entre os operadores.

"Penso que todos beneficiarão das regras comuns para o mercado único, porque vimos que, quando elas estão ausentes, os Estados-membros começam a definir as suas próprias regras que causam uma grande fragmentação no mercado", disse Henna Virkkunen, eurodeputada de centro-direita finlandesa.

O debate sobre esta legislação alimentou a divisão, porque alguns países ocidentais acusavam os do bloco de leste de concorrência desleal por pagarem salários mais baixos aos camionistas.

Estes, por seu lado, dizem que as novas regras é que visam empurrá-los para fora do mercado e que vão causar um amento geral dos preços destes serviços, mas Ismail Ertug, eurodeputado alemão do centro-esquerda, diz que o preço final não é tudo.

"Quando se faz transporte internacional, estabelecendo uma empresa num Estado que tem padrões inferiores de remuneração, mas também se quer operar em Estados-membros onde esses padrões são mais elevados, há que pagar aos motoristas de acordo com o padrão local. Talvez aumente um pouco o preço, mas isso faz sentido", afirmou Ismail Ertug.

A legislação entra em vigor nos próximos 18 meses, estabelecendo maiores períodos de descanso para os motoristas e a obrigatoriedade das empresas serem mais transparentes na sua atuação transfronteiriça.