Última hora
This content is not available in your region

Manchester City ganha recurso e está autorizado a jogar na Champions

euronews_icons_loading
Manchester City ganha recurso e está autorizado a jogar na Champions
Direitos de autor  Julian Finney/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O Manchester City vai poder jogar na Liga dos Campeões na próxima época. O Tribunal Arbitral de Desporto revogou o castigo da UEFA de não poder jogar nas competições europeias durante dois anos por alegada violação do "fair-play" financeiro.Mas o clube não deixou de pagar 10 milhões de Euros de multa, dos 30 milhões aplicados pela UEFA. O tribunal considerou que o City não colaborou nas investigações.

William Gaillard, antigo diretor de comunicações da UEFA, diz é um mau sinal. "Com este tipo de sentença, o Manchester City pode receber milhares de milhões dos Emirados e, basicamente, por tudo vai tornar-se num torneio europeu entre a Arábia Saudita, o Qatar e os Emirados Árabes Unidos", adianta.

Para William Gaillard, apesar do comunicado resignado da UEFA, terá havido alguma deceção no organismo. Existe a noção de que há coisas a melhorar. "Tenho a certeza que existe desapontamento porque há pessoas que querem genuinamente que o sistema funcione. Mas como já disse, o presidente da UEFA estão bem consciente da existência de algumas limitações nas regras do Fair Play Financeiro o sistema precisa ser reformado", considera.

O caso teve origem nas informações tornadas públicas pelo português Rui Pinto e o seu Football Leaks em novembro de 2018. A revista alemã Der Spiegel publicou documentos que provariam o encobrimento da UEFA de um "doping" financeiro ilegal do Manchester City e também do PSG.