Última hora
This content is not available in your region

Manchester City nega alegações de má conduta financeira

euronews_icons_loading
Manchester City nega alegações de má conduta financeira
Direitos de autor  Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved   -   Jon Super
Tamanho do texto Aa Aa

O diretor executivo do Manchester City, Ferran Soriano, negou alegações segundo as quais os campeões da Premier League teriam violado as regras do 'fair play' financeiro.

O City foi multado em 30 milhões de euros e punido com um afastamento das competições europeias durante duas épocas.

No entanto, os campeões ingleses prometeram que iriam recorrer da sentença.

''Bem, o mais importante que tenho a dizer hoje é que as alegações não são verdadeiras. Simplesmente não são. O proprietário do clube não colocou aqui dinheiro que não foi devidamente declarado. Somos um clube de futebol sustentável, damos lucro, não temos dívidas, as nossas contas foram examinadas muitas vezes por auditores, reguladores e investidores e isto é perfeitamente claro", disse Ferran Soriano.

O diretor do clube rejeitou acusações de que o City não teria colaborado com as autoridades.

De recordar que o período em causa abarca as contas entre 2012 e 2016.