EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Brasil ultrapassa os dois milhões de infetados por Covid-19

Brasil ultrapassa os dois milhões de infetados por Covid-19
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Pedro Sacadura
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Número de casos continua a ascender. Presidente brasileiro testou novamente positivo à Covid-19

PUBLICIDADE

Com quase 44 mil novos doentes e 1300 mortes em 24 horas, o Brasil ultrapassou esta quinta-feira o marco dos dois milhões de infetados pelo surto do novo coronavírus. Números negros apenas superados pela contabilidade dos EUA, de acordo com a universidade Johns Hopkins.

AS vítimas mortais no Brasil já são mais de 76 mil. Parte da população aponta o dedo a Brasília, pela postura das autoridades face à crise.

"A economia do país é importante? Sim. Mas penso que, independentemente da crise, é nos momentos de crise que se cresce. Penso que [as pessoas e o governo] deveriam ser mais humanos, porque enquanto o problema não nos bate à porta somos indiferentes. Mas a partir do momento que nos bate à porta é muito difícil", sublinhou Michelle Caverni, familiar de uma vítima mortal de Covid-19.

O vírus também bateu à porta de Jair Bolsonaro e entrou, sem pedir licença, na vida do presidente do Brasil.

Esta quarta-feira, Bolsonaro testou novamente positivo num teste à Covid-19.

"Espero fazer um novo exame nos próximos dias para, se possível, voltar à atividade", referiu o presidente do Brasil, durante uma cerimónia de hasteamento da bandeira em Brasília.

O presidente, que no início da pandemia apelidou a Covid-19 de "gripezinha", é o mesmo que agora se pronuncia sobre a gravidade da situação.

No Rio de Janeiro, as autoridades limpam as ruas, inibem os banhos de sol na praia e tentam educar a população para o uso de máscaras, mas a incúria de alguns residentes continua a ser o pior remédio.

Os estados do centro e sul do Brasil ainda não atingiram o pico. Só no norte o vírus começa a dar tréguas. São Paulo e Rio de Janeiro têm as situações mais graves.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bolsonaro: "mais cedo ou mais tarde todos vão ser infetados"

Democratas pressionam Joe Biden para reavaliar candidatura às presidenciais

Toneladas de peixes morrem em rio do estado de São Paulo no Brasil