Última hora
This content is not available in your region

PM britânico quer retorno ao normal a partir de 1 de agosto

euronews_icons_loading
PM britânico quer retorno ao normal a partir de 1 de agosto
Direitos de autor  Andrew Parsons/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico apelou ao regresso ao trabalho a partir de 1 de agosto.

Para tal, disse Boris Johnson, caberá aos empregadores garantirem que os locais de trabalho se encontram devidamente preparados.

As novas regras anunciadas esta sexta-feira aplicam-se apenas a Inglaterra.

Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte obedecem a regimes diferentes.

"Em vez do governo dizer às pessoas para trabalharem a partir de casa, vamos dar mais liberdade aos empregadores e pedir-lhes que tomem as decisões necessárias para garantir o trabalho em segurança. Isso significa que as pessoas podem continuar a trabalhar de casa, que é uma forma de trabalhar em segurança e que funciona para muitos. Ou significa preparar os locais de trabalho seguindo as regras Covid de segurança", afirmou Johnson.

O primeiro-ministro britânico afirmou que os espectáculos em recintos fechados poderão ser igualmente retomados a partir de 1 de agosto, mantendo-se contudo em aberto a possibilidade de confinamentos locais.

"Onde se venha a verificar necessário, os ministros poderão encerrar setores inteiros ou instalações numa área, introduzir ordens locais de confinamento, evitar a entrada e saída de pessoas de áreas definidas, reduzir o número máximo de pessoas em grupo ou restringir os sistemas locais de transporte", adiantou o chefe do executivo britânico.

Referindo-se às competições desportivas e ao futebol em particular, Boris Johnson afirmou estar a trabalhar no sentido de uma abertura alargada no outono.