Última hora
This content is not available in your region

Circo "drive-in" no Brasil

euronews_icons_loading
Circo "drive-in" no Brasil
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Se as pessoas não vão ao circo, o circo encontra novas formas de chegar às pessoas em tempo de pandemia, nem que seja em formato drive-in.

A iniciativa do circo Estoril, no Rio de Janeiro, parece estar a dar resultados, a avaliar pelo entra e sai constante de viaturas.

Para os ocupantes dos veículos é uma oportunidade para descontrair, mantendo a distância de segurança. Para os profissionais do circo, financeiramente castigados pelas medidas de confinamento, representa a possibilidade de regressar ao ativo.

O cancelamento de espetáculos motivado pela pandemia, obrigou, por exemplo, o famoso Cirque de Soleil a pedir insolvência.

"Para nós foi como quando se perde uma pessoa querida. Perdemos o circo por quatro meses sem ter esperança de volta até se encontrar a vacina. Temos a oportunidade, em modo drive-in, de começar as apresentações de novo. Para mim é uma felicidade muito grande fazer parte deste novo projeto", sublinhou Anderson de Souza Silva, palhaço no Circo Estoril.

Os aplausos foram substituídos pelo ruído das buzinas. Revelam que ainda há esperança para sair da corda bamba.