Última hora
This content is not available in your region

Motoqueiros contra assassinato de agricultores na África do Sul

euronews_icons_loading
Motards em Pretória
Motards em Pretória   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de motoqueiros de toda a África do Sul viajaram até à sede do governo em Pretória para protestar contra os ataques aos agricultores e o que chamam de racismo. Em frente ao complexo governamental, muitos dos cerca de cinco mil "motards" deixaram cruzes para chamar a atenção dos governantes, em especial do presidente Cyril Ramaphosa.

"Estou aqui para apoiar o facto de existirem demasiados assassinatos, todas as vidas são importantes e que os assassinatos têm que parar", diz uma mulher.

"Sem os agricultores, não há comida. Sem comida, a África do Sul vai passar fome", explica um motoqueiro.

Dezenas de agricultores, a maioria de brancos, perdem a vida todos os anos, vítimas de violentos assaltos. De acordo com dados oficiais, no ultimo ano, até abril, registaram-se 49 assassinatos.

Os agricultores pretendem mais segurança policial e processos judiciais expeditos.