Índia acusa China de nova "provocação" militar

Posto de controlo do Exército indiano na região de Ladakh (arquivo)
Posto de controlo do Exército indiano na região de Ladakh (arquivo) Direitos de autor AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Rodrigo Barbosa com AFP / EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pequim nega incursão do exército chinês em região disputada na fronteira entre os dois países

PUBLICIDADE

Pequim negou que tropas chinesas tenham atravessado a fronteira disputada com a Índia na região dos Himalaias.

Num novo episódio de tensão entre as potências asiáticas, Nova Deli tinha denunciado "movimentos militares provocadores", acusando o Exército chinês de realizar uma incursão entre 29 e 30 de agosto nas imediações do Lago Pangong, na região de Ladakh.

A chamada Linha de Controlo Real, que define a fronteira entre os dois países, não tem uma demarcação consensual e a região foi palco, a 15 de junho, de um violento encontro entre tropas dos dois países. Tratou-se do primeiro confronto mortífero entre os exércitos chinês e indiano nos últimos 45 anos e saldou-se em duas dezenas de mortos do lado indiano e um número indeterminado de baixas do lado chinês.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Três alemães detidos por suspeitas de espiarem para a China

Chanceler alemão pede à China mais abertura económica

Scholz visita a China para tentar aliviar as tensões económicas com a Alemanha