"As manifestações estão a funcionar", Sviatlana Tsikhanoskaya

"As manifestações estão a funcionar", Sviatlana Tsikhanoskaya
Direitos de autor AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Nara Madeira com AP, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sviatlana Tsikhanouskaya diz que manifestações e greves estão a funcionar e que raptos demonstram medo por parte das autoridades da Bielorrússia.

PUBLICIDADE

O Comité da Guarda de Fronteiras da Bielorrússia divulgou imagens que diz serem do carro que transportou Maria Kolesnikova e outros membros da oposição. A mesma fonte diz que ela está sob custódia das autoridades bielorrussas. Outras fontes dizem que tentaram obrigá-la a abandonar o país e ir para a Ucrânia mas que ela resistiu e acabou detida.

Sobre a matéria, e à euronews, Sviatlana Tsikhanoskaya, o principal rosto da oposição bielorrussa, dizia que é uma demonstração de medo. Explicava que há mais de 24 horas que não têm notícias de Maria Kolesnikova, garantindo que ela foi sequestrada mas que continuarão a lutar. 

Estamos a vencer, as nossas manifestações estão a funcionar e as nossas greves também. Pensamos que o regime está em agonia e o facto de estarem a raptar pessoas mostra que sentem medo e não sabem o que fazer. Por isso vamos continuar e vamos vencer.
Sviatlana Tsikhanoskaya
representante da oposição bielorrussa

Já o presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, terá confessado, durante uma entrevista a meios de comunicação russos que talvez esteja sentado há tempo demais na cadeira da presidência mas que é o único que pode "proteger os bielorrussos". Uma informação avançada pela agência de notícias russa Tass, que citava um canal público de televisão também russo.

Os protestos contra o chefe de Estado têm subido de tom desde as eleições presidenciais das quais saiu vencedor mas com os resultados oficiais a serem contestado pela oposição e a serem postos em causa por uma parte da comunidade internacional. Manifestações que têm terminado com centenas de detenções.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Opositora bielorrussa Maria Kolesnikova detida na fronteira com a Ucrânia

Sviatlana Tsikhanouskaya não aceita resultado oficial das presidenciais

Prisioneiro político bielorrusso morre por alegada falta de cuidados médicos