Última hora
This content is not available in your region

Grupo LVMH desiste da compra da Tiffany & Co

euronews_icons_loading
Grupo LVMH desiste da compra da Tiffany & Co
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Seria a fusão de um gigante francês, com um símbolo norte-americano. O grupo LVMH pretendia adquirir a Tiffany & Co, mas desistiu do negócio de luxo. A aquisição da joalheira Tiffany seria uma das maiores transações no mercado de luxo, mas foi cancelada devido à intenção dos Estados Unidos de impôr taxas aduaneiras aos produtos franceses.

Depois de muitos meses de indefinições, adiamentos, negociações e especulações, o grupo LVMH, detentor da Louis Vuitton, abandonou os planos.

O patrão do grupo, Bernard Arnault, acreditava que o negócio fortaleceria a sua posição no segmento de jóias de alta qualidade e no mercado norte-americano.

A LVMH também estava a tentar apostar na economia chinesa, onde a Tiffany tem vindo a expandir a sua presença. A crise sanitária também não ajudou nos negócios. A pandemia colocou a transação no valor de mais de 12 mil milhões de euros em dúvida até que, finalmente, acabou por ser anulada.