Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Progressão da doença na Europa inquieta OMS

euronews_icons_loading
Covid-19: Progressão da doença na Europa inquieta OMS
Direitos de autor  Andrea Comas/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde para a Europa alterou, de forma preocupante, que as taxas de transmissão da Covid-19 no continente são "alarmantes". Hans Kluge sublinhou que a contabilidade de novos casos também é um indicador do número de testes realizados e disse que o mês de setembro deve servir de alerta.

"Os casos semanais excederam os reportados durante o primeiro pico da pandemia na Europa em março. Na semana passada, o número total de casos na região superou as 300 mil pessoas. Mais de metade dos países europeus deram conta de um aumento de mais de 10% de casos nas últimas duas semanas", referiu Hans Kluge.

De forma a conter uma reincidência de infeções por Covid-19, o executivo britânico anunciou novas restrições no nordeste de Inglaterra. Em cidades como Sunderland ou Newcastle, o convívio entre pessoas de diferentes agregados está interdito, a partir desta sexta-feira.

Bares e restaurantes terão apenas serviço à mesa e devem encerrar entre as 22:00 e as 5:00.

"Posso garantir a todas as pessoas afetadas que não tomamos estas decisões de ânimo leve. Concordamos que devemos seguir os dados e atuar. Os dados indicam que devemos atuar agora para podermos controlar o vírus", lembrou o ministro da Saúde, Matt Hancock, durante uma declaração na Câmara dos Comuns.

Em Portugal, nas últimas 24 horas, morreram mais dez pessoas e foram confirmados mais 770 casos de Covid-19, o que representa um aumento de 1,2% face ao dia anterior e o pior registo desde 10 de abril, em pleno período de regresso às aulas.