Referendo e eleições regionais a decorrer em Itália

Referendo e eleições regionais a decorrer em Itália
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Italianos referendam a redução de parlamentares e sete regiões elegem os respetivos governos com eventuais implicações nacionais

PUBLICIDADE

Estão abertas as urnas em Itália.

Os italianos votam, entre domingo e segunda-feira, em eleições regionais e num referendo.

Mais de 20 milhões de pessoas, de sete das 20 regiões do país, são chamadas a eleger os respetivos governantes.

Os olhos estarão, no entanto, postos em três regiões, onde uma possível vitória da direita pode significar a rejeição do Governo de Giuseppe Conte, apoiado pela coligação entre o Movimento 5 Estrelas (antissistema) e o Partido Democrata (centro-direita).

As três regiões em causa são Puglia, a Campânia e, principalmente, a Toscana, um dos principais bastiões da esquerda há mais de 50 anos e onde as sondagens colocam os candidatos da esquerda e da direita praticamente com os mesmos votos.

As outras regiões onde decorrem escrutínios são Véneto, Ligúria, Vale de Aosta e Marche.

As eleições regionais estavam previstas para março deste ano e foram adiadas devido à pandemia da Covid-19.

Nestes dois dias, todos os italianos são chamados a participar no refendo nacional sobre a redução do número de parlamentares de 945 para 600. Uma promessa de campanha do Movimento 5 Estrelas. Italianos começam a votar em referendo nacional sobre redução de parlamentares. Sete regiões italianas elegem os respetivos representantes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Italianos aprovam redução de deputados

Câmara de Itália rejeita moção de desconfiança contra Matteo Salvini e Daniela Santanchè

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"