Última hora
This content is not available in your region

Oposição contesta resultado das eleições parlamentares no Quirguistão

euronews_icons_loading
Protestos no Quirguistão
Protestos no Quirguistão   -   Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

O Quirguistão foi a votos para escolher um novo parlamento, este domingo. e os resultados não agradaram a todos.

Um dia depois, a vitória de dois partidos mais próximos do governo e a falta de assentos parlamentares para as principais forças da oposição geraram uma onda de protestos na capital, Bishkek.

Uma indignação expectável, diz o analista político Mars Sariev, alertando para a probabilidade de se desenvolver no Quirguistão, "um cenário idêntico ao da Bielorrússia".

Para o especialista em política quirguiz, os resultados não traduzem uma fraude, mas sim o suborno dos eleitores, tendo em conta "o nível de pobreza do povo".

Sariev afirma que "alguns partidos" têm "despejado enormes quantidades de dinheiro" mesmo antes da ida às urnas, o que, "para as minorias nacionais e a geração sénior desempenhou um papel muito importante".

A manifestação desta segunda-feira, que reuniu milhares de pessoas, foi organizada por três partidos da oposição, Os dois principais vencedores, intimamente ligados ao poder, manifestaram intenção de continuar a fazer parte da União Económica Euroasiática, onde participam, ao lado da Rússia, Arménia, Bielorrússia e Cazaquistão, desde 2015.