Última hora
This content is not available in your region

Inglaterra passa a ter três níveis de alerta Covid-19

euronews_icons_loading
Inglaterra passa a ter três níveis de alerta Covid-19
Direitos de autor  Matt Dunham/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico anunciou esta segunda-feira um endurecimento das medidas de combate à Covid-19, com a segunda vaga da pandemia a atingir plenamente o país.

No que diz respeito a Inglaterra, o país constituinte mais afetado, foi criado um sistema de três níveis de alerta - médio, elevado e muito elevado, com medidas restritivas diferentes para cada um desses três níveis. Em toda a Inglaterra, os restaurantes e pubs estão obrigados a fechar às 22 horas e os contactos entre as pessoas estão restringidos. Nas zonas mais atingidas, pode haver um encerramento completo dos estabelecimentos públicos, incluindo bares, restaurantes e ginásios.

Liverpool é uma das cidades colocadas no nível de alerta mais elevado, segundo confirmou o presidente da Câmara da cidade. A principal crítica feita a Boris Johnson é a de penalizar o norte de Inglaterra em relação ao sul e a Londres, onde as restrições são mais leves.

Com mais de 42.800 mortos e um total de 604.000 infeções, o Reino Unido enfrenta neste momento uma "nova vaga" de contaminações. O número de pessoas hospitalizadas com Covid-19 em Inglaterra é superior ao que se registou durante o confinamento de março.

Nas regiões mais afetadas, sobretudo no noroeste inglês, a situação está a dificultar o trabalho nos hospitais que não estão exclusivamente dedicados à pandemia, disseram hoje responsáveis sanitários em conferência de imprensa. Um dos conselheiros científicos do governo britânico diz que, num esforço de preservar os hospitais para o inverno, não é de excluir a hipótese de um novo confinamento nacional.