Última hora
This content is not available in your region

Regiões a norte de Madrid escapam à pandemia

euronews_icons_loading
Regiões a norte de Madrid escapam à pandemia
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Esta região da capital espanhola, Madrid, conseguiu evitar as infeções apesar da cidade ter sido gravemente afetada.

No entanto, na área montanhosa a norte, existem várias cidades em que não se registaram infeções. Menor densidade populacional e casas afastadas umas das outras pode ser uma das razões.

Javier vive em Navarredonda y San Mamés há 15 anos. Ele afirma que os vizinhos cumpriram as regras e assim evitaram a propagação do vírus. Os receios regressaram quando o confinamento terminou e pessoas de fora começaram a chegar à região.

"As pessoas tinham que sair, foram autorizados a andar deslocarem-se na região e para onde foram? Para a área mais próxima, a mais familiar, um lugar bonito como esta aldeia. Vieram centenas de pessoas, centenas de pessoas e carros e nós ficámos um bocado receosos. Nem nos atrevíamos a sair e ir ao bar ao fim-de.semana a fimd e evitar o contacto", afirma Javier Casas, residente de Navarredonda y San Mamés.

Javier desloca-se frequentemente ao local de trabalho. O proprietário afirma que é a fábrica de queijo artesanal mais antiga de Madrid. A pandemia provocou uma queda de cerca de 30% nas vendas.

"No início disseram "não vem ninguém, isto é um desastre" mas quando as pessoas regressaram, disseram "vamos ver se nos transmitem o vírus". Admito que a saúde é importante mas sem trabalho não há saúde", reclama Javier Colmenarejo, agricultor e proprietário da fábrica de queijo artesanal.

O repórter da euronews, Carlos Marlasca, adianta:

"Apesar da chegada de novos residentes que tentam escapar à pandemia, algumas localidades na região a norte de Madrid conseguiram evitar as infeções. Agora, as novas medidas de restrição implicam menos visitas de turistas vindos da capital durante pelo menos duas semanas".

Na mesma região, na localidade de Robledillo de la Jara não se registou um único caso de Covid-19. Com menos de uma centena de habitantes, o responsável local afirmou que cerca de 40 pessoas visitaram a localidade durante a pandemia e ele acompahou o estado de saúde de todos os vizinhos.

"Falei com as pessoas todas as semanas para saber se precisavam de algo. Existem muitas viúvas que estão sozinhas e também precisam de falar", disse Guillermo Crescente García, presidente da câmara de Robledillo de la Jara.

A prioridade é evitar os efeitos de uma segunda vaga de infeções.