Última hora
This content is not available in your region

Mortos em protesto contra violência policial em Lagos

euronews_icons_loading
Mortos em protesto contra violência policial em Lagos
Direitos de autor  Photo : Sunday Alamba (Copyright 2020 The Associated Press.)
Tamanho do texto Aa Aa

A repressão das forças da ordem sobre mais de um milhar de manifestantes reunidos em Lagos, capital económica da Nigéria, resultou num número indeterminado de mortos e feridos.

A informação é avançada pela Amnistia Internacional, segundo a qual o número de vítimas poderá ascender a várias dezenas.

Segundo a organização, a polícia abriu fogo sobre manifestantes que desafiavam o recolher obrigatório para protestar contra a violência policial.

As autoridades tinham imposto a restrição de movimentos para tentar conter os protestos que se multiplicam pelo país há duas semanas, na sequência da divulgação de um vídeo no qual um homem é espancado, alegadamente por elementos do Esquadrão Especial Anti-Roubo.

Visada há vários anos por denúncias de grupos de defesa dos Direitos Humanos, a unidade em questão foi entretanto desmantelada, mas os manifestantes exigem garantias do fim das práticas de violência por parte de todas as forças policiais.