Última hora
This content is not available in your region

Europa ataca segunda vaga de covid-19

euronews_icons_loading
Europa ataca segunda vaga de covid-19
Direitos de autor  ROBERT GHEMENT/EPA
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia londrina efetuou mais de uma centena de detenções na sequência de uma ação de protesto contra o confinamento decretado pelo governo britânico e que entrou em vigor esta quinta-feira. Boris Johnson, no entanto, assegura que o encerramento dos espaços não essenciais será de apenas quatro semanas.

Em Espanha, a pressão sobre o sistema de saúde é cada vez maior e os hospitais já se viram obrigados a adiar intervenções cirúrgicas relevantes para fazer face ao aumento de pacientes. Em algumas regiões do país, mais de metade das camas nas unidades de cuidados intensivos está ocupada com doentes de covid-19.

Em França, novo recorde na quinta-feira com mais de 58 mil novos registos de infeções pelo novo coronavírus. Para inverter a tendência, as autoridades criaram centros de teste rápidos nas cinco principais estações ferroviárias de Paris que garantem resultados em vinte minutos. Os serviços de entrega de comida também deixam de poder operar durante a noite na capital francesa.

Na Grécia, a primeira vaga foi relativamente suave mas a segunda tem atacado em força e este sábado têm início três semanas de confinamento obrigatório.