Última hora
This content is not available in your region

Nazaré volta a estar na crista da onda

euronews_icons_loading
Justine Dupont na Nazaré
Justine Dupont na Nazaré   -   Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Pode ser a maior onda alguma vez surfada por uma mulher mas será, seguramente, a maior para Justine Dupont, surfista francesa consagrada, terá subido a mais de 21,3 metros, o equivalente a um prédio de seis andares, o seu recorde, a mais de 60 km/h, naquela que é uma das praias míticas de Portugal, a do Norte, na Nazaré. A mesma daquele que será o seu anterior recorde.

A jovem beneficiou do efeito da tempestade Ípsilon na costa portuguesa, que levou à subida do nível das águas.

Um momento único até porque conseguiu outro feito, ser rebocada, até à sua onda, por Garrett McNamara, uma das lendas do surf de ondas gigantes da Nazaré, e que em 2011 bateu o recorde da maior do mundo, quase 24 metros. Entretanto batido pelo brasileiro Rodrigo Koxa.

Justine Dupont tornou-se em pouco tempo numa máquina de bater recordes. A campeã mundial de paddle de 2019, foi também quatro vezes vice-campeã mundial em três modalidades de surf, venceu vários campeonatos de surf e longboard de França e da Europa.